terça-feira, 30 de junho de 2009

O Zé morreu

O cirurgião-dentista, José Oswaldo Castro Netto (69) passou vários dias pescando no Pantanal. Percorreu de automóvel cerca de 3 mil quilômetros para ir e voltar até Além Paraíba, onde morava. Voltou muito bem disposto e entusiasmado. Passou o fim de semana feliz, comentando a viagem, fazendo planos. Pegou o carro bem cedo e seguiu rumo a Juiz de Fora, para buscar uma moto que ganhara num consórcio. Não chegou a manchester mineira. Bem antes, quase chegando a Sapucáia (RJ), numa curva, o carro que dirigia, foi atingido por uma peça de aço que caiu de uma carreta que vinha no sentido contrário. José Oswaldo teve morte instantânea, ficou desfigurado. No velório parentes e amigos não puderam vê-lo pela última vez. O caixão ficou fechado. O Zé morreu e eu perdí um amigo de verdade. Não estou em condições de escrever mais nada. Quem sabe nos próximos dias possa escrever coisas lindas a respeito da vida e da personalidade do Zé. Hoje estou sob o impácto do trágico acontecimento.

8 comentários:

Anônimo disse...

Não poderia ler este seu desabafo, noticiando o desencarne de josé Oswaldo de Castro Netto e, não postar minha também sincera homenagem.
Idealista, Cientista Político, Inteligente, Amigo, Hosnesto, "curto e grosso"...
Na semana passada, quando oficializamos o PMDB Mulher em Além Paraíba, nosso querido Zé,
meio que decepcionado com os escândalos politiqueiros mas, sem jamais ser otimista e perspectivo, se colocou `a minha disposição na luta que eu havia travado, ou seja, "A Reafirmação da cidadania feminina".
Isso , porque mesmo sempre tendo bons olhos para política, o Ano de 2000, nas Eleições Municipais, o Zé, candidato a vice de Gelcio, ele mesmo,o dono do espaço, acabava de mostrar ao povo alemparaibano o verdadeiro sentido de fazer e ser político. A política de Zé, era uma política séria, onde não se precisava de golpes baixos, ofensas mesquinhas e nem muito dinheiro(A verdadeira política). Mesmo não sendo eleito, fêz escola política.Escola essa, a qual, também fui aluna e me sinto mais que nunca na obrigação em dar continuidade.Descanse em paz amado Zé. Onde estiver, sei que certamente seus fluidos de um consciente cidadão serão edificantes...Bom, todos ao lêem, deverão imaginar que o Zé, realmente não tinha defeitos. Porém, assim como todo Ser Humano, o Zé também tinha defeitos e um péssimo de um mal gosto. Sabem qual? Sair de Além Paraíba , quase sempre aos domingos, para ir ao Maracanã.E o pior, torcer para o Botafogo !!!
Muita luz!

Patrícia Goulart Baganha Masiero
Além Paraíba/Minas Gerais

Eliane Furtado disse...

Perder um amigo é perder um pedação de nós.
Não deixe de escrever sobre ele e sobre as histórias de vcs dois.
Firme amigo. O inesperado...ninguém está preparado.

Eliane Furtado disse...

Quinta, passei por aqui para deixar meu abraço e força.
Julho chegou.

Anônimo disse...

Caro Gélcio,

Recebi a notícia ontem pelo Rogério.
Falar o que do Zé Oswaldo ? Grande figura, ímpar, sempre bem disposto e elegante; excelente profissional e grande amigo de nossos pais.
Ficará comigo a lembrança de muitos anos atras quando o Zé Oswaldo foi lider de um grupo formado na Praça da Bandeira para participar de gincanas na festa de maio.Ganhou de todos nós muito respeito e admiração pela forma ímpar e ética com que conduziu a competição; ficou comigo o exemplo de honestidade e determinação.A cidade perde um filho ilustre.
Deve estar junto com a turma toda do Bar do Ponto que já subiu.
Meu forte abraço às suas filhas, com pesar.

Helio Garcia Toledo
Patos de Minas-MG

Edmar Pereira disse...

Olá Gelcio, adorei encontrar o seu Blog. É uma pena que nosso primeiro contato seja para falar da dor pela perda de uma pessoa tão especial. Um choque para toda cidade, com certeza.Bjs

Lau disse...

Força amigo. Passei por aqui para te deixar um beijo. Volto para ler mais sobre o seu amigo. Escreva logo. Fará bem a você e a ele. Com certeza.
Bjinho

Ana Cristina disse...

Gostaria de agradecer as palavras sobre meu PAI, e a Deus por ter me dado a oportunidade de ser filha do Josè Oswaldo e herdar seus valores.
Dedicou sua vida para educar a mim e meus irmãos.
Sinto um vazio no peito!!!!!!!!
Mas me agarro na certeza de que ele só passou para "o outro lado do caminho" e que agora ele está com meus avós e meu tio.
Beijos...
Ana Cristina

José Wilson disse...

Boa tarde Gelcio Cunho
Esses dias procurando saber noticias de Além Paraiba cidade que sai em 1979 postei o nome de José Oswaldo o qual tinha muito carinho e respeito pois conhecia desde menino. Tinha planos de ir a Além Paraiba e quem sabe poder encontralo mais não será possivel. Mais deixo aqui minhas saudades de um grande homem e ser humano. Força familia Castro Neto.
José Wilson Ferreira da Silva
Brasília-DF