sábado, 27 de junho de 2009

Morte de Michael Jackson ganha ares de mistério

O choque mundial com a morte repentina de Michael Jackson transformou-se pelo menos até agora num mistério em relação as causas do falecimento do rei do pop, aos 50 anos. A autopsia feita pelo Instituto Médico Legal de Los Angeles constatou que não havia ferimentos externos no corpo dele e não indicam crime. Mesmo assim novos exames toxicológicos serão realizados mas só ficarão prontos em um mês e meio. Segundo a imprensa americana, a causa mais provável da morte de Michael Jackson seria uma dose excessiva do analgésico Demerol. A informação intrigou os fãs do cantor. Numa música pouco conhecida de um álbum composto quase inteiramente de remixagens (Blod on the dance fllor: HIStory in the mix, de 1997, ele cita a droga numa canção que fala de vício, morte e ataque cardíaco.

2 comentários:

Eliane Furtado disse...

A morte de todo ídolo gera especulação.
Mas não acha que foi o Demorol mesmo aliado a vários fatores?
Grande artista. Completo, genial, de vanguarda. Deve ser duro ser genio.

Angelina disse...

Embora possa parecer um absurdo, eu nem sequer consigo digerir a morte dele. Esta tudo tão nebuloso. Mas... sem provas ficam no ar muitas perguntas e poucas respostas, ou melhor até agora nehuma resposta para suposta morte. Eu não sei se é um sentimento de não querer acreditar, mas desde a noticia eu tenho pesquisado e não vejo sentido . As vezes tenho a sensação de que este caso foi planejado . Sabemos que no universo dos negócios com muitas cifras envolvidadas pode se orquestrar facilmente. Comecei a investigar com as minhas ferramentas e notei uma questão que considero relevante. Por que o corpo não foi exposto. A morte pode parecer para muitos um ato de dezespero. Mas é o que esta por traz da atitude é que não comprendemos para quem pensa que a morte é o fim para alguns é o começo.