terça-feira, 27 de abril de 2010

silêncio quebrado
Demitido pelo Flamengo, Andrade desabafa


Demitido do Flamengo com 70% de aproveitamento, Andrade está decepcionado. Em casa, depois de quase acertar a ida para o Goiás — um patrocinador se dispôs a pagar metade do salário de Emerson Leão, que foi contratado —, o técnico quebra o silêncio e se defende de insinuações de que lhe faltou pulso com as estrelas rubro-negras e afirma que sua demissão foi um ato político:

— A impressão que tenho é de que, para ficar bem no cargo, precisaria ganhar o Brasileiro, o Estadual, a Libertadores, o Mundial... Da forma que foi (demissão), não tem como não se decepcionar. Tinha 70% de aproveitamento. Foi uma demissão política. Faz parte da vida.

O currículo de maior campeão brasileiro — seis títulos, cinco como jogador — é o escudo contra aqueles que o desmerecem. Hoje, numa breve reavaliação, admite que houve erro de planejamento ao desejar o tetracampeonato estadual e a Copa Libertadores. E, para sustentar o discurso, compara com Corinthians, Internacional e São Paulo.

— Todos os brasileiros que estão nas oitavas da Libertadores não foram campeões. O Inter ainda está na disputa (Gaúcho), mas priorizou o tempo todo a Libertadores. Nós deveríamos ter priorizado. Mas nem por isso os técnicos foram demitidos — afirmou
* Publicado no site do Jornal Extra.

3 comentários:

Thiago disse...

caro amigo gelcio desista do flamengo seja vascaíno!!!!!!

abcs thiago madureira

Cesar Butturini Frambach disse...

CESAR BUTTURINI FRAMBACH
30/04/2010 - 11h11m.
Meu prezado Gelcio, embora seja FLUMINENSE de nascimento. Gostaria de lhe dizer continue sendo FLAMENGUISTA, pois é o seu time do coração!
Não me conformo com a saida do Técnico Andrada ou (Andrade), não me interessa. Porem sempre achei um excelente técnico. Até acredito que sua demissão pela Presidente do Flamengo tenha sido um ato político. Deixa pra lá, só podemos dizer que o trabalho dele no Flamengo foi maravilhoso!

maria disse...

oi lindo como vai um beijo